Cientistas fazem crescer cabelo humano em ratos

Texto de: http://www1.folha.uol.com.br/bbc/2013/10/1360164-cientistas-criam-cabelo-humano-em-laboratorio.shtml

22/10/2013 – 11h00

Cientistas fazem crescer cabelo humano em ratos

DA BBC BRASIL

Cientistas britânicos e americanos anunciaram o desenvolvimento de cabelo humano em laboratório, o que pode deixar homens e mulheres mais próximos do fim da calvície.

Pesquisadores da Universidade de Durham, na Grã-Bretanha, e do Centro Médico da Universidade de Columbia, dos Estados Unidos, desenvolveram o cabelo a partir de vários tipos de tecido capilar.

O estudo publicado no periódico “Proceedings of the National Academy of Sciences” não é conclusivo e demanda ainda mais pesquisa, segundo os acadêmicos.

Medicamentos que inibem a queda e transplantes já estão disponíveis no mercado. A novidade da pesquisa é justamente o desenvolvimento do cabelo em laboratório.

TÉCNICA

Para a pesquisa, a equipe usou tecido da base do cabelo. Apesar do êxito em testes com animais, o experimento com os humanos não funcionou inicialmente.

Toda vez que o tecido foi retirado da chamada papila dérmica (células que formam a base do folículo capilar), as células acabaram se transformando em pele ao invés de novos cabelos.

O grupo então decidiu reunir as células em um esferóide 3D. Nesse caso, as células mantiveram sua “identidade capilar”.

O tecido de sete pessoas foi usado junto a esferóides 3D. Eles foram então transplantados em tecido humano, enxertados nas costas de ratos.

Após seis semanas, novos folículos capilares se formaram em cinco dos sete experimentos e novos pelos começaram a crescer.

CAUTELA

Para o professor Colin Jahoda, da Universidade de Durham, a pesquisa abre caminho para o fim da calvície, mas ainda é muito cedo para os calvos voltarem a sonhar com os cabelos.

“Está mais perto, mas ainda há muito caminho pela frente, já que o que as pessoas querem cosmeticamente é o crescimento do cabelo no mesmo formato, no mesmo tamanho, tão grande quanto antes. Isso quase requer soluções de engenharia”, disse.

Jahora disse que a calvície será tratável, mas prefere a cautela.

“É dificil dizer exatamente quanto tempo isso vai levar, mas o fato de que já conseguimos isso só deve reavivar o interesse”, disse.

Como um eventual tratamento deve incluir o transplante de células desenvolvidas em laboratório, a segurança é uma preocupação. Há o risco de infecção e do crescimento anormal das células, inclusive o risco de câncer.

A primeira aplicação prática do estudo, no entanto, pode se dar no enxerto de pele em caso de queimadura, segundo Jahora.

Para a professora Angela Christiano, da Universidade de Columbia, a pesquisa “tem o potencial de transformar o tratamento médico para a queda de cabelo”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s