Rapunzel ou cabelinho?

Fui a uma perícia médica do seguro de saúde. Aparentemente meus exames estão saindo muito caro ou algo assim. Bom, resumindo o médico concordou com o diagnóstico de Alopécia Areata Difusa. MAS ele acha que as injeções de cortisona poderiam ajudar muito.

Acho que o único tratamento existente que ainda não tentei foram as tais injeções. Perguntei se depois de parar o tratamento o cabelo não voltaria a cair (pois é o que muita gente diz). Mas ele disse que pode ser a chance que meu cabelo precisa pra voltar a crescer.

Crise existencial.

Eu nunca tive o cabelo muito cheio. Sempre foi meio ralinho. Mesmo quando eu era bebê, demorou dois anos pra eu ter cabelo. Ele era tão lorinho e tão fininho que nem dava pra ver.

Meu sonho sempre foi ter um cabelão. Quando era criança queria um cabelo que chegasse aos pés. Depois de ver uma mulher com o cabelo até os joelhos no Carrefour desisti da ideia, mas ainda sim gosto de cabelo longo e sempre gostei e provavelmente sempre gostarei.

Fico pensando, se meu cabelo voltar, provavelmente nunca vai ficar muito longo. Hoje com minhas peruquinhas posso ter qualquer cabelo que quiser. É ridículo. É complicado. É patético.

Porque eu preferiria usar uma peruca em vez de ter meu cabelo. Vou fazer um pouco de auto-análise:

1- Meu cabelo ficou tão feio por tanto tempo que talvez eu tenha medo dele voltar ‘um pouco’ e me sentir forçada a sair com meu cabelo biológico.

2- Eu custei tanto para me adaptar às perucas que seria um esforço em vão se eu pudesse parar de usar.

3- Minhas perucas, que eu nomeei de Rapunzel, a Full Lace (essa da foto) é o meu cabelo dos sonhos.

4- Não sinto falta de arrumar meu cabelo todos os dias.

5- Por outro lado, morro de vontade de poder usar rabos de cavalo altos e coques bagunçados que nem eu usava nos tempos de faculdade.

Não sei. Eu quero meu cabelo de volta. Mas eu queria que ele ficasse bonito. É pedir muito? Talvez prá uma careca seja.

Anúncios

4 comentários

Filed under Uncategorized

4 responses to “Rapunzel ou cabelinho?

  1. Isabel

    Oii! Só queria dizer que entendo pelo que passa. Não cheguei ao estágio de precisar de perucas, mas me imagino nele cada vez que me olho no espelho. Sinto-me como uma anoréxica que se olha no espelho e se vê gorda, com a diferença que me vejo careca, apesar de ter cabelo… a alopécia me deixou mais triste…

    Gostar

  2. Simone

    tenho gasto uma fortuna com vitaminas e remedios. Médicos insensíveis sequer tentam me ajudar, pois não há diagnóstico para minha calvicie. Agora estou tomando, por conta, o Viviscal. Imporado e caro não tá ajudando. Também estou triste com esta queda.

    Gostar

  3. Isabel

    É simone sei bem o que é isso. Hoje eu uso a finasterida e a soloção de minoxidil, fora o ferro para ajudar… não sei se é legal tomar o remédio sem prescrição médica. Acho que você tem que procurar um médico de confiança. Enfim, se quiser conversar, pode falar comigo. Fica bem.

    Gostar

  4. Andréia

    entendo sua angustia apesar de não usar protése
    nunca gostei mt do meu cabelo foi uma luta deixar crescer até a altura do sutiã e no alge da beleza kkk
    alopécia areata, já perdi a metade da nuca ainda da p esconder, mas confesso que minha relação com meu cabelo virou amor e odio.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s