Como tudo começou

 

É difícil resumir como 25 anos de história culminaram na vida que levo atualmente, tentarei ser sucinta, pois duvido que algum internauta queira ler um romance sobre minha queda de cabelo.

Decidi fazer este blog para que mais pessoas saibam sobre a alopécia, suas causas, como isso afeta a vida pessoal e social de quem é afetado e especialmente as soluções que encontrei para viver minha vida.

Nasci careca. Fui careca até praticamente 1 ano e meio de idade. Na verdade meu cabelo começou a nascer tão loiro e tão ralinho que eu continuei praticamente careca. Passei a infância com lindos cachinhos dourados, que eu odiava com todo meu coraçãozinho infantil. Queria cabelo liso como minha mãe e minhas primas.

Na adolescência o cabelo ficou armado, dos onze aos quatorze anos usei um rabo de cavalo. Minha mãe sempre teve cabelo liso, então só fui conhecer a famosa “escova” lá pelos 15 anos. Apesar da nova descoberta não abusei do secador, muito menos da chapinha, que descobri anos depois.

Com a idade fui ficando mais vaidosa e aprendi a domar o cabelo cacheado. Aprendi que uma vez que secou não deveria mais relar a escova nele, senão ficaria parecida com a Christina Aguilera no clipe “Lady Marmalade”. Descobri o reparador de pontas, que faz milagres domando cachos e assumi a cabeleira.

Aos 17 comecei a perder cabelos. Minhas unhas ficaram fracas e quebradiças, descamavam, quebravam, não cresciam. Fui diagnosticada com Tireoidite de Hashimoto, uma doença auto-imune sobre a qual falarei mais em outro post. A dona Tireóide foi medicada, cabelos e unhas melhoraram depois de alguns meses de tratamento. O cabeleireiro recomendou uma loção de Amenexil da Kerastáse que custava os olhos da cara, mas como minha mãe comprou eu usei. Deu bem certo. Deixou meu cabelo mais bonito e mais cheio.

Entre os 18 e 24 tive diversas mini-crises de queda, até mencionava para meus médicos, mas ninguém nunca deu muita atenção. Uma dermatologista uma vez me passou uma loção de minoxidil que usei por um tempo depois parei pois fazia  a cabeça coçar.

Em 2009, com 24 anos me casei. Perdi cerca de 12 kilos antes do casamento. Parte com dietas (todas acompanhadas por médicos) e parte da correria pré-casório. Comecei a perder um pouco mais de cabelo antes do casamento, mas nada alarmante. Imaginei que fosse ser como as outras vezes, um mês de queda mais acentuada e depois melhoraria.

Dia 20 de junho de 2009. Meu casamento. Quando o cabeleireiro arrumava meu cabelo, bateu aquele desespero. Foram duas horas de bobes largos, muita ‘des

fiação’ e muito spray pra conseguir algum volume. Tenho que confessar que fiquei um pouco preocupada, mas sabia que o cabeleireiro era bom e que iria ficar legal.

Dia 22 de junho de 2009. Lua de Mel em Natal. Chumaços de cabelo começaram a cair. Voltei para São Paulo, a queda continuava. Pior do que nunca. Em cerca de uma semana, eu diria que perdi cerca de 1/3 de meu cabelo, que já era ralo. Fiquei com o cabelo todo falhado.

Eu comia chocolate feito louca. M&Ms, Bis, Crunch, Chokito, tudo que você possa imaginar. Fiquei cismada que a perda de peso pré-casamento estivesse causando a queda. Engordei um total de 18 kg em alguns meses.

Depois de várias consultas médicas fui diagnosticada com “Eflúvio Telógeno”, uma queda de cabelo acentuada, geralmente causada por estresse. Como realmente passei por muito estresse antes do casamento, aceitei o diagnóstico.

Fiz o tratamento, a queda melhorou. Acabei cortando meu cabelo que alcançava os ombros num corte Joãozinho. Parecia uma ovelha, uma ovelha velha. Horrível, mas ajudou a esconder a queda. Jurei que assim que parasse de cair cabelo eu juntaria o dinheiro que fosse pra fazer um Megahair.

Mudei de emprego, continuei o tratamento, um  ano depois, em Agosto de 2010 estava assistindo SuperBonita Transforma no GNT e vi uma moça ganhar megahair. Me lembrei de minha ‘auto-promessa’ e corri atrás do famoso megahair. Fiz os apliques na segunda, tirei na sexta. Foram algumas horas de pura alegria. Um rabo de cavalo, tão grosso que o elástico dava só duas voltas. Costumava dar 4, 5 voltas com o elástico antes.

Quando meu marido chegou em casa… acabou a alegria. Ele falou que na parte de trás (que obviamente eu não conseguia ver) o megahair evidenciou a queda. QUEDA? QUE QUEDA? TÔ CURADA!

Peguei um espelhinho e depois de muito malabarismo no banheiro consegui ver o estrago. Realmente. Eu continuava com um pedaço sem cabelo. Meu cabelo existente era tão ralo que não cobria as colinhas do alongamento. Desespero total. Chorei por umas 12 horas. Ainda bem que não tive que trabalhar no dia seguinte. Parecia um sapo, rs rs.

Foi uma semana de relacionamento de amor/ódio com o cabelão. Eu amava o tamanho, mas daí lembrava que estava horrível atrás e desabava chorando.

Tirei o megahair. Alívio.

Daí em diante a vaca foi pro brejo.

Meu cabelo voltou a cair, mais rápido do que da primeira vez. Fiquei com pedaços totalmente carecas, e o resto muito espaçado.

Achei algumas santas amigas na internet que sofrem do mesmo problema, muitas delas americanas, e uma delas, em especial me falou que usava perucas.
Eu já havia ido procurar perucas. Eu parecia o Chewbacca do Star Wars. As perucas tem MUITO cabelo. Me senti ridícula.

Falei que não usaria peruca de jeito nenhum. 

Bom, a situação começou a sair do controle. Tive que usar tiara durante dois meses para esconder a queda. Não é fácil não. Aquele arquinho aperta a cabeça que dói viu!

Comecei a “namorar” algumas perucas na internet, no site recomendado pela minha amiga. Tentei alguns cortes diferentes, mais curtos para tentar disfarçar  o problema e nada de funcionar.

No fim me rendi. Comprei a primeira peruca. Depois a segunda, terceira, quarta… agora tenho 9!!!

Em Janeiro de 2011, tomei uma decisão um tanto radical. Decidi passar a máquina na cabeça. Hoje tenho cabelo cortado à maquina 4 e uso perucas diariamente.

Anúncios

5 comentários

Filed under Minha História

5 responses to “Como tudo começou

  1. Helô

    Olá, adorei seu blog e acho que nunca tinha encontrado algo tão gostoso de se ler a respeito da “calvície feminina”. Meus cabelos caíram qdo eu tinha uns 7 ou 8 anos de idade e nunca mais nasceram, na verdade eu nem me lembro deles caindo, só lembro dos comentários que cresci ouvindo:”Nossa, como vc tem pouquinho cabelo!”, “vc tá ficando careca!” e etc…Hj tenho 33 anos e nunca tive cabelos compridos, o máximo que chegaram foi no meio das costas, mas somente alguns chumacinhos…Sempre usei na altura dos ombros pra dar volume. Paquero perucas há muitos anos, mas ou não tinha dinheiro ou não tinha coragem. Bem, na semana passada comprei minha primeira peruca em um leilão no eBay, é sintética, front lace e aparentemente bonita, não recebi ainda, já está no Brasil, na alfândega, sabe-se lá qdo liberarão, e foi pesquisando na internet sobre o desembaraço alfandegário que achei seu blog. Já salvei nos favoritos e te desejo muita sorte e sucesso. Estarei aqui lendo sempre que possível.

    Gostar

  2. cristina rodrigues

    Adorei, seu blog!! Gostaria de ter a sua coragem!!! Já usei pecura sintética, natural, mega, e depois que li seu depoimento fiquei tentada a comprar uma wigs, mas ainda estou estudando, pois aqui na minha cidade faz muito calor!!!

    Bj

    Gostar

  3. Gabi

    Ola…tudo bem??….onde voce compra suas full laces??….me ajude por favor, nao sei onde comprar….bjo

    Gostar

  4. Alvorada

    Ola tudo bem, a minha queda de cabelo começou igual a sua, so que as minhas unhas caíram todas e quando elas ficaram bem, foi a vez dos cabelos, Tive alopecia universal,eu tinha 16 anos, fiquei sem cílios, sobrancelhas e cabelos. Mas Graças a Deus os meus cílios e sobrancelhas voltaram sem ajuda de medicamentos, em cerca de um ano, já os cabelos; So nascem umas mechas aqui outra ali, voltam a cair. Desde então vivo de peruca a 11 anos.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s